Mahjong Ways

PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Impressões, pensamentos, verdades e versões

Opinião|A crise não é apenas estética: o sorriso de Bolsonaro

O sorriso amarelo do ex-presidente. As investigações avançam e Bolsonaro faz procedimento estético para sorrir melhor. Narrativa? Não. Dentes de porcelana.

Atualização:

De uns bons tempos para cá, políticos se apropriaram equivocadamente de uma palavra para tentar se defender de fatos imputados a eles.

A muamba com as joias: É narrativa!

A campanha do pix: narrativa! Narrativa!

O hacker no Palácio do Alvorada: narrativa! Narrativa! Narrativa!!!

Afinal, o novo sorriso de Bolsonaro é narrativa?

Publicidade

Recorro ao velho e bom dicionário:


narrativa

PUBLICIDADE


substantivo feminino

  1. 1.

exposição de um acontecimento ou de uma série de acontecimentos mais ou menos encadeados, reais ou imaginários, por meio de palavras ou de imagens.

  1. 2.

ação, processo ou efeito de narrar; narração.


Os exemplos citados acima retratam a exposição de acontecimentos encadeados, investigados em inquéritos da Polícia Federal. Dizer que é narrativa não descarta que, de fato, aconteceram. Se houve crime ou não, caberá à Polícia Federal dizer ao fim dos inquéritos e a justiça julgar, se houver denúncia.

Esta semana, o ex-presidente Bolsonaro foi intimado a depor sobre empresários que discutiram golpe pelo whattsapp, depois da vitória de Lula nas eleições.

Na semana passada, o ex-presidente e seu entorno se tornaram o centro da investigação de um suposto esquema ilegal de venda de joias dadas à presidência da república. Hoje, o advogado de defesa da mulher dele, Michelle Bolsonaro deixou o caso das joias sauditas. No auge das investigações, Bolsonaro foi a Goiânia para fazer harmonização dentária. Narrativa? Os dentes são reais, de porcelana, é bem verdade. Verdade também exibe um sorriso, ainda amarelo, do ex-presidente.

Publicidade

Foto: Reprodução/instagram 

"Um sorriso para cada história," explicou o odontologista Rildo Lasmar, responsável pelo procedimento.

Harmonizar a estética pode até garantir um momento de diversionismo em meio à crise que tem revelado uma cronologia rocambolesca de tentativa de golpe e de patrimônio público cravado de diamantes, vendido no mercado americano. É fato que nem tudo que reluz é ouro, tanto é que havia latão no meio dos presentes.

No fim das investigações, a  história dirá com que sorriso - reluzente ou amarelo -Bolsonaro vai ficar.

Opiniãopor Giuliana Morrone
Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Mahjong Ways.

Mahjong Ways Mapa do site